Na série é mencionado por Melissandre a profecia do Príncipe que foi prometi, o qual ela acreditou ser Stannis e atualmente crê ser Jon Snow.

Essa lenda nos livros é referida como Azor Ahai, que foi um herói lendário que viveu há cerca de oito mil anos antes da chegada de Aegon. Diz-se que durante o meio da Longa Noite, Azor Ahai ergueu-se, enfrentando os Outros e derrotando-os empunhando a sua espada de fogo, chamada Luminífera (Lightbringer).

A espada Liminífera foi forjada, depois de muitas tentativas, através do sacrifício de sua esposa Nissa Nissa. Azor Ahai acabou cravando a espada no peito de sua amada e a combinação da alma dela com o aço deu origem à famosa espada.

Existem um conjunto de características que levam a crer que o Azor Ahai seja na verdade três pessoas ou um dragão de três cabeças. Muitas evidências levam a crer que na história o Azor Ahai seria um “dragão de três cabeças”, ou seja, três personagens: Jon, Daeneryes e Tyrion

 

A ORIGEM DRAGÃO

Os pais de Daenerys, que eram irmãos, foram forçados a se casar porque seu pai acreditava na profecia que o Azor Ahai renasceria dessa linhagem. Raegar, irmão mais velho de Daeneryes, leu tal profecia e ficou obcecado por ela, tanto que tinha apenas dois filhos e precisava de um terceiro, que entendemos ser Jon.

Já sabemos que tanto Jon quanto Daeneryes são Targaryen e vindos da linhagem da profecia. Há uma teoria que Tyrion seria fruto de um estupro do Rei Louco ,que tinha atração por sua mãe Joanna Lannister, e muita competitividade com Tywin. Vários fatos, inclusive a morte dela no parto e o nascimento deformado de Tyrion apontam para uma tentativa de aborto. Tyrion, então, seria da linhagem da profecia e também um Targaryen.


O NASCIMENTO NO SAL E FUMAÇA COM UMA ESTRELA SANGRENTA

As interpretações para esses elementos são diversas, entendendo inclusive que podem ser elementos figurativos.

Na série é destacado no nascimento de Jon na Torre da Alegria a união da espada alvorada (que foi forjada por um meteoro/estrela) com a cama de sangue de Lyanna. Essa combinação representaria a estrela sangrenta. Nos livros quando o Jon é morto a facadas por alguns companheiros da patrulha da noite é destacado que ele está chorando e que fumaça brotou de seus cortes.

Daenerys nasceu em Pedra do Dragão em uma tempestade . Sabe-se que esse local tem névoas e por se tratar de uma ilha teria sal nos ventos. Não se sabe mais detalhes sobre o nascimento de Tyrion e uma possível relação com sal e fumaça, mas assim como os outros, sua mãe morreu no parto.

A morte das mães dos três personagens ocorreu no parto o que poderia simbolizar a estrela sangrenta.

 

O SACRIFÍCIO DE UM AMADO 

Acredita-se que o Azor Ahai tenha essa sina de sacrifício do amor, como ocorreu com Nissa Nissa. Curiosamente os três personagens candidatos passaram por essa dor e tiveram seu amor perdido em seus braços com Khal Drogo, Igride e Shae. Os três causaram as mortes, mesmo Jon de forma indireta.


ACORDANDO DRAGÕES DE PEDRA

Essa profecia é muito comentada por Melissandre que tenta fazer sempre fogueiras de sacrifício para acordar os tais dragões de pedra. Supostamente ela conhece a profecia certa, mas com a pessoa errada, já que sabemos por quem os dragões foram realmente acordados.

Nesse ponto o papel das outras cabeças do dragão, Jon e Tyrion, tornam-se secundário, mas um deles deveria acordar os dragões, não é?

Resultado de imagem para daenerys

RENASCIMENTOS E AS TRANSFORMAÇÕES

Os três personagens têm um paralelo de renascimento, não obviamente literal, mas como um processo importante de transformação representativo em suas vidas.

Daenerys entrou nas chamas e saiu com vida causando o nascimento dos dragões, esse fato mudou completamente o propósito e visão dos demais sobre a personagem. Na série ocorreu inclusive um segundo renascimento, mas que teve a mesma representação do primeiro, apenas em escala maior.

Depois do julgamento e as mortes do pai e de sua amada Shae, Tyrion enfrentou também um renascimento. Nos livros, seu processo é mais pesado e depressivo pela culpa, na série foi mais simplificado, mas representa igualmente uma nova vida ao personagem, que agora é mão da rainha.

Jon Snow foi o dos três que renasceu de forma mais literal. Seu retorno também o tira de sua posição que estava como membro da Patrulha da Noite. No seu caso, essa era a única forma de removê-lo de seus votos e foi exatamente isso que aconteceu.

UNIÃO DE POVOS

Outro ponto interessante na trajetória das possíveis três cabeças do dragão é a união de povos. Nesse ponto vemos uma maior concentração de Jon e Daeneryes, já que Tyrion está como suporte a Daeneryes.

Jon fez parte de uniões históricas como entre os selvagens e atualmente, com o apoio de Sansa, vem participando da união entre o Vale e o Norte.

Daeneryes trouxe uniões além de Westeros, como vimos na série. Contudo, seu retorno à Westeros já garantiu a união de muitas casas como Dorne, Tyrell e Greyjoy.

É interessante analisar que o papel do salvador do mundo faz todo sentido com a união de povos, especialmente os com maiores diferenças entre si.

COMPRE OS LIVROS E BLURAYS DE GAME OF THRONES NA SARAIVA

 

banner oraculo dos livros

Anúncios