Sempre escutamos a importância da leitura, como ela desenvolve a inteligência, a imaginação e também nosso senso crítico. Contudo, por que será que mesmo com essas vantagens, muitas pessoas não leem? A resposta não é nada simplória e envolvem uma série de fatores. É curioso como uma tele novela faz sucesso e os livro são menos populares, pois a essência dessas duas artes é a mesma: contar uma história interessante e envolvente.

Entre as razões que afastam as pessoas da leitura temos:

A dificuldade de concentração: ler é um dos exercícios mais intensos na arte de se concentrar. O bom leitor é aquele que consegue se entregar por inteiro àquela história. Não há nada melhor em um livro do que perder a noção do que acontece a sua volta e querer desesperadamente saber o que vai acontecer, ou seja, devorar as páginas. Entretanto, esquecer do mundo ao seu redor não é nada simples. Conseguir deixar os problemas, as frustrações, os medos e as preocupações de lado para acompanhar uma história, na qual tem-se que imaginar tudo, é desafio bem intenso e com certeza um obstáculo para a leitura. Porém, as pessoas que têm essa dificuldade deveriam pensar exatamente o contrário, ou seja, se perder na leitura é uma das melhores formas de descansar de tudo ao seu redor.

O excesso de informações: atualmente vivemos em um era de muitas informações e pouco tempo para processá-las. Cada vez mais somos exigidos a sabermos mais em pouco tempo. Esse excesso acaba levando muitos à superficialidade e ler um livro requer um tempo que os que vivem mergulhados nessa era simplesmente não possuem.

Os clássicos na escola: a importância literária de autores consagrados como Machado de Assis ou Graciliano Ramos é inegável, porém seus livros talvez não sejam os mais adequados para leitores novatos. A obrigatoriedade de suas leituras nas escolas acabam algumas vezes tendo um efeito contrário. Com uma linguagem menos contemporânea e mais densa, o alguns leitores iniciantes que se deparam com essas obras sentem um desconforto e a leitura não flui e com isso nasce a associação de que ler é um ato chato, desinteressante e difícil.

O preço dos livros: existe ainda a questão dos preços elevados de alguns livros. Sabemos que não são todas as pessoas que têm uma disponibilidade em seu orçamento familiar que possa ser preenchida com algo tão “supérfluo” como livros. Contudo, grande parte desses livros estão disponíveis gratuitamente em biblioteca, ou seja, muitas vezes não ter dinheiro não é uma desculpa para não ler.

Deixando de lado a questão do preço, é plenamente aceitável afirmar que as pessoas não leem por uma primeira impressão ruim (Clássicos nas Escolas) e por uma dificuldade grande de simplesmente parar (Dificuldade de Concentração) e se entregar a própria imaginação e todo o tipo de emoção que uma boa história pode trazer 🙂

E aí, algo mais?

banner oraculo dos livros 2

Anúncios